O que deveria ser ensinado nas escolas e não é?

3 Minutos de Leitura
Read Time3 Minute, 30 Second

Aprender nunca é demais. O que é ensinado nas escolas nos transforma e cria novas oportunidades. É o conhecimento que nos motiva a querer mais, forma nosso senso crítico e nos faz enxergar além do que é possível.

A questão é o que estudar, como absorver e o que fazer com toda essa bagagem criada. Desde novos, ingressamos em uma grade curricular que ensina sempre as mesmas coisas.

Português, Matemática, Ciências, História. Depois se destrincha em Química, Física, Biologia, Literatura, Geometria, enfim. São conhecimentos definidos pelo governo federal que todos têm o direito de aprender, como forma de garantir a igualdade no ensino.

Claro que esses conhecimentos são fundamentais para formar uma base e te ajudar a entender o por quê das coisas, mas quem é que sabe de cor a tabela periódica? Quem aplica cálculos geométricos se não estiver relacionado ao seu trabalho?

Essa modalidade de ensino é apresentada através de conteúdos prontos e indiscutíveis, mesmo que passe previamente por uma adaptação para se adequar ao modelo de ensino-aprendizagem da escola.

Mesmo que seja um conteúdo fundamental para consolidar uma base de conhecimento, as escolas estão percebendo quão necessário é formar cidadãos também para vida.

Conhecer, compreender e estudar as diversidades (de gênero, de raça e de classe), a política, educação financeira e movimentos sociais também faz parte da formação de um cidadão que vive em sociedade.

A base curricular é necessária mas não pode ser imposta como uma camisa de força, tirando a liberdade de professores ao entrar dentro de uma sala de aula. Fica cada vez mais nítido a necessidade de uma gestão escolar que incentive outras áreas de conhecimento e outras formas de aprendizagem.

O mundo mudou, a necessidades mudaram e as demandas também. Professores não podem ser apenas meros reprodutores de decisões curriculares determinadas por outras instâncias, que nem nas escolas está para avaliar sua realidade e adequar o ensino à sua forma.

Novos horizonte para o que é ensinado nas escolas

Para fazer diferente e começar a mudar, pelo menos um pouco, o atual modelo de aprendizagem deixamos aqui algumas dicas que podem ajudar – e muito! – a fazer diferença dentro das salas de aulas. Confira!

  1. Tente criar métodos mais dinâmicos para promover o ensino, fortalecendo a improvisação. Aproveitar oportunidades durante o momento de aprendizagem pode ser um bom começo!
  2. Explore os conhecimentos que também acontecem fora da sala de aula. As informações vêm de diversos lugares e o mundo real ensina cada vez mais, fazendo com que o processo de aprendizagem aconteça em inúmeros lugares.
  3. Não fique apenas no conhecimento teórico, busque também ensiná-lo na prática. quando vemos as coisas acontecendo tudo esclarece mais fácil.
  4. Instigue a curiosidade dos alunos de forma que eles não fiquem presos apenas em dar respostas corretas, mas que sejam capazes de fazer perguntas abertas e inteligentes, como se fossem jornalistas.
  5. Estimule o aluno a refletir sobre a realidade que gira em torno dele. Notícias do dia-a-dia ajudam a entender o mundo e a pensar em melhorias.
  6. Não deixe seu aluno apenas em uma comunicação unilateral, tendo um aprendizado passivo. Motiva-o a ser um agente ativo e criadores a partir do conteúdo estudado, explorando novos assuntos e se envolvendo na criação de novos conhecimentos.
  7. Não restrinja seu aluno ao aprendizado apenas através de ler e assistir. Inspirar o aluno a desenvolver todos os seus sentidos em um assunto estimula o aprendizado.
  8. Motive o trabalho em equipe e a troca de ideias, buscando soluções de forma conjunta.
  9. Ao invés de inventar problemas para trabalhos em salas, busque problemas reais para a classe trabalhar em cima deles.
  10. Busque ser um professor que não fique apegado apenas ao mesmo e velho conhecimento de sempre, traga conteúdos novos. O professor deve ser um facilitador.
  11. Faça da sala de aula um ambiente de experimentos, dê a ela novas funções.
0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *