Comunidade de aprendizagem: já pensou em desenvolver essa ideia?

3 Minutos de Leitura
Read Time3 Minute, 34 Second

Baseada em diversas práticas voltadas para uma transformação social e educativa, o conceito de comunidade de aprendizagem vem ganhando cada vez mais espaço na sociedade.

A comunidade de aprendizagem busca envolver toda a comunidade dos arredores da escola para interagir e participar ativamente de seus projetos educativos. Dessa forma, estudantes de diferentes idades, educadores, funcionários, familiares e moradores do entorno são convidados a participar como voluntários dos projetos da escola.

Quebrar as barreiras que separam a escola da comunidade não é algo tão fácil, mas são esforços que geram resultados, melhorando a convivência e o resultado dos alunos no processo de ensino-aprendizagem.

Não existe uma fórmula exata para incentivar famílias e comunidades a aproximar de projetos educativos, mas algumas experiências podem apontar caminhos possíveis para esta integração. Como é o caso do Projeto Âncora, em Cotia (SP), onde o foco é a relação da criança com o educador, buscando por meio da comunidade de aprendizagem, uma superação do atual modelo de educação.

O que é essencial nas comunidades de aprendizagem é a tendência a aprender trabalhando em conjunto para melhorar a educação, sendo construída por todos e para todos.

Professores e educadores têm o comprometimento de trabalhar e aprender juntos, focando suas atividades no aprendizado do aluno de forma coletiva. A escola que implanta a comunidade escolar busca proporcionar um espaço interativo, permitindo conectar professores e o conhecimento prático da aula.

Projeto Âncora e a comunidade de aprendizagem

O Projeto Âncora aposta na comunidade de aprendizagem como um importante projeto de transformação social, onde a educação é vista como a maneira mais ponte de promover o desenvolvimento social.

Com a missão de melhorar a realidade de crianças e adolescentes de baixa renda de Cotia e região, no estado de São Paulo, a instituição já beneficiou diretamente mais de 6 mil crianças, adolescentes e suas famílias, todas em situação de vulnerabilidade social.

Essa transformação se deu por meio de experiências educacionais, culturais, artísticas e esportivas, de forma que complementassem o ensino escolar. Tais experiências contribuíram para a formação de cidadãos conscientes de suas capacidades, formando à partir da coletividade uma sociedade mais justa, equilibrada e sustentável.

Para conhecer melhor o Projeto Âncora basta acessar www.projetoancora.org.br.

Como “desenvolver a escola como comunidade de aprendizagem”?

Desenvolver esse projeto de comunidade de aprendizagem tem como princípio pregar a dialogicidade e trabalhar pela superação das desigualdades, através da ampliação da participação ativa das pessoas do entorno da escola, tanto do bairro como da cidade.

De maneira metódica, busca-se intensificar e diversificar a interação entre os diferentes agentes educativos, pois a criança não aprende e se desenvolve apenas na escola. Ela também amadurece à partir do seio familiar e de suas interações sociais.

É preciso articular de forma dialógica as ações da família, das pessoas da comunidade e dos profissionais da educação, para que se garanta a máxima aprendizagem dos estudantes, desenvolvendo uma convivência respeitosa e vendo a diversidade como uma grande fonte de riqueza.

À partir desses conceitos, alguns passos para pensar na construção de uma comunidade de aprendizagem são:

  • Sensibilizar as comunidades educativas interessadas;
  • Buscar romper com o modelo educacional anterior e incentivar a vivência real de uma comunidade de aprendizagem;
  • Sonhar com uma aprendizagem que esteja ao alcance de todas as crianças, independente de cor, classe ou credo, e encontrar formas de realizar esse sonho a partir da realidade local;
  • Avaliar as prioridades para a organização desse sonho e a implantação da comunidade de aprendizagem;
  • Planejar a partir dos objetivos a serem alcançados, como que todos atuarão para alcançar essas metas.

Poder partilhar a especialização dos diferentes membros, defrontar problemas complexos, multiplicar os recursos limitados e oferecer a possibilidade de aumentar a habilidade de fazer mais com menos, é o que se esperar desse ambicioso projeto de mudar realidades por meio da educação.

O que você achou dessa ideia? Acredita que esse sonho é possível? Se gostou do post de hoje, comente e compartilhe!

0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *