Educação inclusiva no Brasil: dicas para se preparar para a área

2 Minutos de Leitura
Read Time2 Minute, 27 Second

Já imaginou chegar em seu primeiro dia de trabalho como professora na escola e receber alunos novos em sua aula que apresentam algum tipo de deficiência? Isso é um fato comum no cotidiano das escolas, mas é necessário que nós, profissionais de educação, estejamos preparados para promover a educação inclusiva no Brasil. 

O que diz a lei sobre educação inclusiva no Brasil?

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) considera como dever do Estado a garantia do “atendimento educacional especializado gratuito aos educandos com necessidades especiais, preferencialmente na rede regular de ensino.”

Aliás, no capítulo 5 da LDB são abordados questões específicas sobre educação inclusiva.

Um dos temas apresentados é sobre os serviços de apoio especializado que devem ser acionados sempre que for necessário.

Por exemplo, um aluno com surdez pode precisar de um professor de Libras para ajudá-lo na sala de aula.

Mas, para a inclusão ocorrer realmente é essencial que os professores estejam preparados para enfrentar esses desafios.

Veja algumas ações que poderão ajudar a se preparar para contribuir para a educação inclusiva no Brasil:

Crie um projeto inclusivo

Deve ser criado um projeto inclusivo, com infraestrutura adequada para receber o aluno e promover a socialização. 

Os outros alunos devem entender que existem diferenças, mas que elas podem ser superadas e eles podem ajudar nisso.

Inclusive, isso ajudará na adaptação dos alunos com deficiência na escola e contribuirá para eles perceberem que estão incluídos no ambiente escolar.

Além disso, trará resultados positivos no aprendizado e na presença dos alunos na sala de aula.

Respeite os ritmos de aprendizagem 

Na sala de aula inclusiva você é uma peça essencial na mediação do processo de construção do conhecimento dos alunos.

Dessa forma, você, no papel de professor, deve interferir nas atividades que o aluno não consegue ainda desenvolver sozinho para contribuir para que ele sinta-se capaz de realizar.

Então, essa dinâmica permitirá que você selecione melhor os processos de ensino e de apoio na solução dos problemas.

Portanto, nesses procedimentos você poderá levar em consideração a construção coletiva e se organizar com base nas necessidades dos alunos.

Invista em qualificação profissional

Se capacitar por meio de cursos é o caminho para obter qualificação e atuar melhor na área de educação inclusiva.

O seu desempenho como professor tem papel fundamental para que as crianças obtenham um aprendizado eficiente.

Por isso, é possível encontrar diversos cursos de pós-graduação a distância na área de educação inclusiva e conciliar suas atividades profissionais.

Desta maneira, aproveite essas dicas para aprender mais sobre educação inclusiva no Brasil e contribuir para que ela aconteça realmente.

Já passou por alguma experiência interessante sobre esse tema? Compartilhe nos comentários do post!


0 0
Happy
Happy
0 %
Sad
Sad
0 %
Excited
Excited
0 %
Sleppy
Sleppy
0 %
Angry
Angry
0 %
Surprise
Surprise
0 %

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *